Monday, May 12, 2014

Post do Akkari (e venda de action ainda...)

Fala Puebs, tudo certinho? Por aqui maravilha. Confesso que dia das mães foi um pouco treta, mas todo mundo tem treta, ou seja, normal... Já passou. Mas vou postar uma foto que amo dela me olhando com um orgulho (sei lá porque, pois eu era um terror dos infernos!) e nossa, como era linda essa minha mãe... (aqui eu era dama de honra de um casamento e antes do próprio casório meu cabelo já tava todo despencando e minha mãe, que sabia bem quem eu era, cagava, morria de rir, adorava... aff saudades...)

A mãe mais linda do mundo e a filha mais capeta da terra!


Eu não tenho escrito muito no blog porque eu estou escrevendo um livro (sim, um livro!) contando tudo da gente, do poker, do blog, de tudo desde láaaaaaa no comecinho até o dia de hoje, e isso tem tomado muito do meu tempo. Aliás, mentira. Tem tirado muito do meu tempo de vagabundear pq o livro está já todo escrito (e tá no esquema do meu blog, verdades, babados, dores, alegrias, tudo mesmo!), só falta o final, e por algum motivo, feito uma mula, eu empaquei. Não estou conseguindo terminar e a editora já está ficando PUTA comigo (com razão) pq eu não entrego. Catzo, preciso sentar e terminar esse livro logo antes que me mandem pastar. Mas não se preocupem que eu conto TUDO (aff deve ter gente passando a mão no telefone pra me ligar. Nem adianta, já tá escrito!)

Aí hoje eu li um post no blog do Akkari (eu nem sabia que ele ainda tinha blog, ou site, isso prova o quanto ando por fora do poker, por motivos que TODOS vocês sabem que tive que me afastar, mas estou voltando, aliás, I'm back BABY!) que achei MUITO valioso. Claro, o panga do Akkari não é roteirista/escritor feito eu, então o texto dele é um pouco distante e em certas horas difícil de ser compreendido, mas ele é jogador de poker, então não existe criticar o artigo de alguém que realmente pensou no assunto e aff se pensou. Ele é um jogador de poker (e dos FODAS) que tocou em assuntos que acho MUITO importante todos os jogadores entenderem, ou pelo menos lerem. Engraçado que twitei pra ele (pro Akkari) que estava sensacional, mas que eu discordava de duas coisinhas, e uma delas foi exatamente o que ele e o Kelvin (Alou Carebear!) estavam debatendo no twitter. Isso não quer dizer nada de amizade ok? Todo mundo se ama ou se odeia igual, isso é papo poker (e ninguém se odeia - pelo menos acho que não - ah, e caguei tbm!). Ele - o Akkari (que gosto de chamar de JÉCA) - fala do conceito de variância de uma forma excelente porque ele faz comparações entre diversos jogadores dentro de seus mundos, ABIs, etc. Eu recomendo, para quem não leu, e recomendo mais ainda para jogador que vive falando que está passando por "variância" quando não quer admitir para si mesmo "porra, preciso estudar mais e descer meu ABI pq estou tomando um cacete nesse nível, isso sim" - o que não tem nada de errado em fazer! Tantas vezes o David falava pra mim "desce de ABI, você está ficando pra trás, e vai estudar" eu fazia aquilo e pronto, imediatamente aparecia a subida no gráfico. Recomendo o post. E se ficar muito didático (lol, foi mal amigo, mas tem horas que fica) ou muito técnico, mandem perguntas pra ele que aposto que ele responde e ainda te manda um moletom do Stars, com um chapéu do Stars e um amuleto da sorte do Stars que faz vc sempre ganhar com TT, ou algo do tipo! kkkkkk.

Depois de ler o post do Akkari (que eu realmente gostei muito, vi que ele PENSOU no que escreveu, e escreveu muito bem para quem não é um escritor e sim um jogador de poker) eu recebi um email de um cara que eu não conheço (super gente boa, comprou uma pursa minha do WSOP e tudo) mostrando uma verdadeira sensibilidade e compreensão dos papéis de cada um no poker, e quem nós (os "conhecidos") somos, depois de expormos nossas caras a tantos anos. Parem pra pensar, tem gente lendo este blog desde 2006. Não tenho nenhum namoro que já durou tanto tempo! Acho que nosso amor é eterno puebs... Enfim, voltando a vaca cold, achei o texto do cara bacana e vou dividir ele aqui com vcs sem nem pedir a permissão dele, pq q q ele vai fazer? Me processar? CHUPA! Mas sério, vou dividir o texto que ele mandou pq assim talvez vcs entendam a diferença de papel que cada jogador tem dentro do poker, coisa que nem eu entendia bem e acho que agora entendo melhor. O tal do vivendo e aprendendo. Atenção, isto não é uma competição de melhor/pior, nada disso, são apenas as diferenças que um leitor, tanto meu quanto dele, captou, e achei que talvez ele mesmo me mostrou algo que nem eu (e talvez nem o próprio Akkari) tinhamos visto em nossos papéis dentro do poker.

****EMAIL QUE RECEBI****

Por sua sugestão, fiz questão de ler o post do Aakkari de hoje (sobre variância).

Sou fãnzaço do Aakkari também. Realmente é um belo post, mas é outro estilo. Ele é um gentleman. Precisa ser pelo papel que assumiu... mas minha mãe que só joga poker no facebook nunca que iria chegar ao final do texto.

Mas aposto que um texto seu falando sobre o assunto iria começar se desculpando por ter sumido, depois chamaria meia dúzia de caras famosos de preguiçosos, tiraria um sarro de quem joga 30 torneios Live por ano e reclama da variância, almaldiçoaria contadores de paradas, pediria desculpa por alguma coisa de que não tem culpa, convidaria todos os brasileiros que vão estar em Las Vegas a passear de carroça na strip por sua conta, e enfim diria que vai dar um tempo no Poker  kkkkkkk


Tem noção de quanto é gostoso o seu blog? Como roteirista, você tem uma capacidade criar um enredo em torno de um assunto que seria técnico, que faz com que minha mãe chegue ao final do texto!!! Sem ter noção de que agora sabe um pouquinho sobre variância, mas cheio de assunto para o home game de fim de semana.

****FIM DO EMAIL****

Achei foda - não porque ele me elogia (vai, vou fazer mais uma merda de um aniversário esta semana, saco, o tempo não pára, e já sou bem grandinha e super segura com quem eu sou nesta vida sem precisar de elogios ou xingamentos pra saber exatamente onde sou boa, ruim, onde preciso melhorar, onde minto pra mim mesma, etc etc) mas o ponto deste email é que acho que ele acertou em cheio. Eu não estou aqui (e sempre disse isso) para ensinar nada, estou aqui para aprender e viver a jornada JUNTO com vocês, de forma pessoal, abrir minha vida e me expor mesmo, ás vezes apanhar por isso, mas quer saber, cada tapa valeu pela quantidade de amigos feitos ao longo do caminho e zoar de tudo e todos no bom sentido ENQUANTO eu falo do poker aqui e ali pra tornar o poker mais interessante para os menos técnicos (talvez) ou talvez até para os mais técnicos. É possível que esse seja ou tenha sido meu papel todos esses anos no poker (e, excuse-me, trazer vários conceitos que eram usado nos EUA, como times, backing, staking, venda e compra de ação, etc que fui a primeira a falar de muitos destes aqui nesse blog, mas a galera tem a memória curta) e só hoje, com esse email que recebi, pude de fato compreender isso e que o Akkari é o gentleman Rei, gente fina, sempre de bem com a vida, NUNCA tem tempo fechado com ele, que preenche seu papel de forma PERFEITA - não conheço mais ninguém no Brasil (no mundo do poker) que tem a disposição para fazer o que ele faz ou poderia fazer o que ele faz. Eu própria não tive. LOL Quase morri! E o Kiko? Sei lá. Tô falando por falar mesmo pq eu curti ter esse estalo tipo "EUREKA" que uma pessoa que não me conhece e não conhece o Akkari teve do nosso próprio mundo, sem a gente nem saber. Nem sempre vemos aquilo que está tão perto, na nossa frente, e nem sempre enxergamos nosso papel em uma peça até que alguém nos mostre... (Ou sei lá, ele tava falando um bando de merda e tudo que falei aqui tá errado e foda-se! kkkkkkk)

lalala...

E só pra não perder o hábito, olha eu pinto no lixo em Vegas!




Ah, não se esqueçam, sigo vendendo pursa (e juro, falta pouco) pro WSOP 2014. 1%=US$285.00 e minha planilha, chamada a PLANILHA SEM EGO (pois só tem 1.5Ks, 1Ks, um evento de 2.5K e o main event é claro) está com um valor muito bom. Quem quiser basta me mandar um tweet @Maridu ou um email para memayrinck@hotmail.com

Putz, eu falo muito... Ninguém merece.

Um beijo na bunda peluda de todos vcs,

com muito carinho,

ME - (meio triste, terminei o namoro com aquele cara que estava apaixonada pq a família só fala de Jesus e que Jesus é a luz, e obrigada Jesus que foi pra cruz pelos nossos pecados, e que Jesus é o único caminho para a salvação, e que Jesus fez milagres - sendo que sou budista! - e que Jesus é FODA, e a serpente com a maçã, e Adão e Eva, e sofremos pelos pecados deles (tipo Papai Noel pra adulto) e um bando de racistas na família, homofóbicos, detestam negros, e puta merda, tá de sacanagem...  Eu não dou pra isso não. Tive que terminar (ele não era assim, obv, mas a família... aff... e vcs sabem né? Casa com o homem ou a mulher, casa com a família). Pra mim não deu... Que fique claro que não estou debatendo se Deus existe, nem falando mal de Jesus (socorro, AMO JESUS!) e nem quero entrar nesse méritos, mas a bitolação foi o que não deu pra mim... Estou tristinha, com saudades, mas já já passa pq quero saber é de long run e não quero drama durante meu WSOP, especialmente com Jesus, quero BRACELETE, ISSO SIM!)

Fala pouco palavrão ESSA MOSSA PHINA!

Friday, May 02, 2014

Porque estou vendendo ação para o WSOP de 2014

Querido Pueblito,

quanto tempo... ando sem escrever mesmo. Focadíssima em outras coisas, como poker por exemplo. Desde Setembro de 2013 eu voltei a jogar somente LIVE e muito mais cash do que MTTs. Voltei a estudar com um "mentor" - não vou dizer um coach, pq nossa relação já é tão velha que ele não tem mais coragem de me cobrar e eu não pagaria lol. Começamos a fazer uns experimentos no próprio cash game que dão para serem usados em MTTs, como sentar com 30 big blinds, sentar com 10 big blinds (isso irritava a todos e eu não entendia porque!) roubar o botão fora de posição, e alguns outros conceitos bemmm fora da caixa.

Fui pra África do Sul em Novembro e já no meu primeiro torneio levei terceiro lugar (sim variance, não sou monga) mas teve jogo também (e só fiquei em terceiro por uma bad horrível que jamais contaria). Não fiquei com ego alto, apenas fiquei louca pra voltar a estudar. E foi exatamente isso que eu fiz e venho fazendo, quietinha, desde então. Não tem uma mão que eu tenha um mínimo de dúvida que não seja stovada, ICMada, e debatida com meus mentores (são 2 na verdade).

Em dezembro de 2012, como a maioria de vocês sabe, perdi minha mãe. Eu estava muito mal, eu não era eu de tantos remédios que estava tomando, eu era um zumbi. As pesssoas falavam comigo e eu nem respondia de tão drogada (por médicos, óbvio!) que eu estava. Agora, 2 anos depois - vejam só vocês - não tomo mais nenhum remédio, voltei a ser a velha (numa versão melhorada) da Maridu, e com muita vontade de ganhar um bracelete, coisa que nunca me liguei muito. Minha meta sempre foi de fazer dinheiro com poker, e segue sendo, eu nunca tive essa coisa que todo mundo tem de "quero um bracelete" - sempre falei que se estivesse numa mesa final heads up e alguém me oferecesse a grana do primeiro lugar em troca do bracelete, eu aceitaria. Mas por algum motivo, não sei se pela morte da minha mãe e todo apoio que ela me deu com o poker, não sei se porque é ano de Copa do Mundo e o Brasil vai brilhar em todos os sentidos, não sei se é por causa do apoio que muitos de vocês me deram sem nem me conhecerem num momento que precisei muito, decidi que quero a porra do bracelete no meu pulso cacete! (e a grana nos nossos bolsos!) Nada de deals. O bracelete é meu e pronto. Eu quero isso mais que já quis qualquer coisa na vida, e quando quero uma coisa... aff, sai de baixo! Nunca teve nada que não consegui nessa vida de Deus meu Deus.

Mas, como sou uma pessoa muito emocional, e venho tentando controlar isso tem anos, esse ano decidi vender 60% do meu WSOP exatamente para não ficar MUITO emocional enquanto jogo. Jogando por 40% jogo com zero emoção, jogo feito o David (bom, quase... apenas falando no aspecto "robô"): pura lógica, razão, equilíbrio, matemática, experiência, nada de emoção pq aquilo ali é trabalho e não hora de ter ataques epopléticos de pelanca porque ganhou ou perdeu um pot grande. Quero experimentar algo novo, onde várias pessoas estão contando comigo, vibrando de verdade por mim e do meu lado. E não vou enganar, a economia do poker está muito fraca viu? Todo mundo vai dizer que é por causa do black friday, e sim isso tem muito a ver, mas é bastante também por causa dos torneios que chamo de "Ego-tournaments" - torneios com buy ins homericos de 1 milhão de dólares, 100K, 50K, e agora todos tem re-entrada. Não tem economia no mundo que aguente essa pressão - o poker vai em breve ter um crash tipo 1929 nos EUA. É insustentável. Uma hora essa economia entra em colapso, e acho que será em breve. Vejam o próprio Gus Hansen, no buraco por mais de 17 milhões USD e finalmente decidiu e sem ego (achei fodão, como sempre) declarou que "chegou a minha hora de parar de jogar poker pq não tem mais como sustentar isso". Claro que ele não tinha 17 milhões de dólares, muito é emprestado, backeado etc. mas e agora José? Como sair de um buraco de 17 milhões? Conheço muitoooooo jogador que vocês consideram os "picas das galáxias" em situações parecidas. Me recuso a entrar numa guerra de ego. Vou seguir quietinha no meu canto jogando meus torneios-zinhos onde sei que meu edge é enorme e pronto.

Se tem uma coisa que sempre preguei e respeitei foi o BR. Em muitos dos meus posts da época da caverna vcs podem encontrar eu falando disso com o maior respeito. Bom, vamos dizer que estou reconstruindo o meu BR sem a menor vergonha, menor ego, menor nada, pois andei afastada do poker por um bom ano e meio. Mas agora sou eu, a Maridu de sempre em versão melhorada, mais equilibrada, mais focada, mas como sempre cagando pro que pensam ou falam de mim, tentando algo novo que eu vou lutar muito para dar certo. Estou em um lugar excelente da minha vida, em paz com quem eu sou hoje em dia (oi haters! Amo vcs também) e mudei radicalmente meu estilo de vida para largar os remédios que me deram quando minha mãe morreu, e admito que não foi fácil (aliás, foi dificílimo - largar narcóticos não é brincadeira). Mas consegui, como tudo nessa vida, e hoje em dia só como comidas cruas e vivas - plantas - o que já faz uma mega diferença, pq as 11 da noite quem você acha que vai estar tomando melhores decisões? O cara que jantou um cheeseburger com batata frita e coca cola, todo cheio de áçucar e veneno correndo nas veias, ou eu, que estou limpa, fresca, sem nada poluindo meu corpo? Nada derivado de animal, nada que seja processado. Isso não tem dúvida... Vc é o que vc come, e hoje em dia eu como o sol (plantas, clorofila). Estou brilhando! Acho de verdade que isso faz uma grande diferença. Não tomo uma gota de álcool, malho quase todos os dias, não tenho dramas emocionais (aff, não valem a energia), e não tenho o MENOR ego em jogo. Sim, mudei meu estilo de vida 100% depois da morte da minha mãe, mas foi necessário para sair do buraco que eu estava, e tomando mil remédios. Eu não queria mais aquela vida. E agora tenho uma vida nova com uma perspectiva nova de tudo.

Engraçado como é verdade; a gente cresce, ganha experiência e aprende (pq quando eu tinha 18 eu sabia de tudo - lol, coitada!)! Antigamente eu jamais sonharia em jogar o WSOP sem jogar os eventos paralelos de 10K, 5K, 3K, etc., esse ano o meu evento mais caro (fora o main event é claro, que é o torneio de mais EV do mundo) é um de 2.5K e só, o resto são todos 1.5Ks e 1Ks onde meu edge é incalculável pelo tamanho do field. Pra quê me expor aos fields onde os peixes literalmente secaram, não existem mais, não jogam mais (gente, em 2009 os EUA entrou em colapso monetário, tudo mudou...) e sentar numa mesa e olhar em volta e só ver piranha? Acho que esses torneios, devido a economia seca e magra do poker de hoje em dia, viraram torneios de ego pois acho que TODOS os jogadores (salve o Phil Ivey, Durrr, o Bakes, Galfond, e mais um punhado de 4 ou 5) o resto tem EV neutro - SIM, EV NEUTRO (isso não é indireta pra ninguém, é apenas o que eu sinceramente acho devido ao tamanho mínimo dos fields repletos de piranha onde o jogador esperto, de olho na grana e na economia do poker não precisa se expor). Se tem uma coisa que quem joga gamão aprende cedo é que você NUNCA aceita uma aposta onde seu EV é neutro. Quando seu EV é neutro você tem, na melhor chance, de empatar, e na pior chance, de perder. Não que eu me ache ruim nem inferior a ninguém, nada disso, em qualquer dia qualquer um pode ganhar esses torneios a curto prazo e todos nós sabemos disso, mas acho que sim, os fields desses eventos de 5K, 10K, 3K até, secaram e se tornaram uma festa de variância e de EV neutro, ou o que chamo de "Ego-poker". Muitos ali no field sabem que não deveriam estar jogando estes torneios e sim se guardando para o 1K, onde o EV é gigantesco. Reparem bem este ano... Não sou boba, venho reparando isso tem 3 anos já... Zero-ego-poker é o que estarei jogando, e vou ficar longe desses eventos onde o EV do field inteiro (fora os que mencionei) é neutro.

Enfim, com a economia seca do poker, eu tentando me desviar emocionalmente do jogo quando estou jogando, reconstruindo meu BR do chão sem a menor vergonha (não vou pegar grana do meu banco por exemplo para bancar nada) e seca por bracelete, decidi vender 60%. Aqui está a minha planilha para quem tiver interesse em comprar um pedaço. Venda mínima de US$200.00. Levar em consideração que muitos torneios são em dias consecutivos, portanto alguns não serão jogados, pois estarei fazendo dia 2 e FTs, mas reajusto o quanto cada um tem diariamente (vou dar pseudônimos para os investidores e atualizar a planilha todos os dias) e claro, se no final passar de 100% dos 60% que estou vendendo, é devolvido para cada um, mas eu basicamente troco um torneio aqui por outro ali pra manter o valor constante. Quanto a isso, podem ficar sussi que sou macaca velha e sei fazer, pois vi o David fazer isso por anos, e é como a maioria dos profissionais aqui fazem. Essa coisa de jogar "sem make up e sem investir 1 centavo do bolso" é algo que até hoje nunca entendi. Profissional nenhum americano investe em jogador que não está colocando algo do próprio bolso, pois isso significa que ele pode coludir, jogar o torneio no lixo, desaparecer, etc. Enfim, não vou me meter no sistema Brasileiro de "cavalagem" que não é o que estou fazendo. Estou vendendo pedaços, vendendo action, e eu, claro, vou investir do meu próprio bolso para jogar, pois isso demonstra a seriedade da coisa. Enfim...

Pra quem tiver qualquer pergunta, estou aberta para responder todas, sei que esse modelo é diferente do que vocês estão acostumados, portanto não se acanhem de me enviarem quantas perguntas vocês quiserem pois a grana é de vocês. Mandem pelo inbox do facebook, pelo twitter (@maridu) ou para meu próprio email: memayrinck@hotmail.com - US$200.00 mínimo a compra de cada pedaço de ação, aceito via paypal (memayrinck@hotmail.com - se forem enviar via PayPal, por favor cliquem na opção "send to family or friend" se não eu pago 3.9% de taxa pra receber a grana, e OUCH, machuca!) aceito via PokerStars pela conta do meu amigo João Peres que vai pelo nickname "giopazzo" (e tem uma fotinho com uma cara de mongo, é ele mesmo) ou via Bank of America.

Abri um tópico bacana no meu querido MaisEv onde fala da venda e tals, mas encorajo um bom debate sobre qualquer uma das idéias que expus aqui, e um bom debate sobre venda/compra de ação, que acho que no Brasil ainda está um pouco confuso (o que tudo bem, demorou anos pra eu entender direito também!).

Qualquer dúvida, estou aqui para vocês, e boa sorte para todos nós. Esse é meu ano, porque EU quero que seja, e sou eu que decido essas coisas! Vamo que Vamo!

Beijos e boa sorte para todos nós,

Maridu :)

Estou bem chocada (e feliz) que em 1 dia já vendeu 14%!!!

Tuesday, December 24, 2013

Essa vida… FELIZ NATAL e FELIZ 2014!!!

Oi puebs querido,

Vou tentar manter o foco hoje pq eu só tenho gratidão. Gratidão por cada minuto dessa vidinha que levamos, hora que nem percebemos o tudo que está acontecendo a nossa volta. Vidinha repleta de amigos que aumentam a cada ano, mas também seguem sendo os mesmos desde sempre. Vidinha de comidas deliciosas, gargalhadas as 4 da tarde de uma terça feira inesperada, de ataques de pânico dentro de aviões, de aperto de grana, de grana que aparece do nada, de filme ruim mas que na verdade é bom, de brigadeiro escondido, empada de queijo, dietas ridículas, roupa nova, torpedo de amigos, telefonemas não atendidos, dentista pentelho porém necessário, tanto banho detestável (como eu odeio tomar banho!), de remédinhos que fazem vc achar que está feliz, até você dar de cara com a felicidade e ver que não precisa mais do remedinho pra realmente ser feliz, vidinha de tanto tudo e pouco demais, pq eu sempre quero mais, mais, mais…

Ontem fiquei pensando como estou num lugar totalmente diferente de onde estava ano passado. Não é possível que seja a mesma pessoa, mas SIM, SOU EU MESMA!!! Cacete, pq logo eu sou a mais sortuda? Será que é porque eu plantei sementes boas? Plantei e nem percebi que estava plantando? Será que é por causa das pessoas que me cercam? Será que é porque dei a bela cagada de nascer numa família onde os irmãos são pentelhos, mas sem eles eu não seria nada? Ou será tudo um jogo de chance, 50-50% de chance de dar certo ou dar errado. Sei-lá… Só sei que ano passado, HOJE, eu estava deitada na cama do meu quarto no apartamento da minha mãe, completamente dopada com 8 narcóticos na cabeça receitados por 2 médicos, com uma enfermeira de olho em mim, sem noção de quem eu era, vivendo o luto da morte da minha mãe. Hoje… Meu Deus!!! Hoje eu estou vivendo com o homem dos meus sonhos que se desdobra em 15 pra me fazer feliz, estamos nos mudando para nossa casa nova dos sonhos (próximo post será de lá, e colocarei fotos!), cercada pelos mesmos amigos que tenho a maior parte da vida e alguns novos, tomando apenas 1 remédio por dia e indo no psi apenas 1x por mês. Não pode ser a mesma pessoa! Mas sim, sou eu! Euzinha! Minha vida mudou da água pro vinho mais caro e delicioso do mundo em 1 ano, e eu nem posso acreditar, apenas repetir como mantra "Obrigada Senhor, Obrigada Senhor!" pq a vida realmente acontece, quer queira, quer não, e ela traz coisas boas quando você menos espera… Que ano que eu tive… 2013 foi do PIOR ano da minha vida e de repente, quando eu nem estava olhando, ele virou o MELHOR ano da minha vida, sem a menor dúvida, e agora estou repleta de felicidade e esperança, com um futuro tão bonito que chega a dar emoção de pensar. 2014 nem vai entender o que acertou ele quando eu entrar entrando em plena forma e pronta pra atacar a vida novamente!

Sim, estou mela-cueca pacas, cafona, altamente Roberto Carlos e não vejo mal nenhum nisso! Mas é que se vc me perguntasse ano passado se em 1 ano eu estaria nesse estado de felicidade eu diria que não, impossível, e mais, diria que jamais seria feliz novamente. E cacete… Eu estou feliz demais e finalmente larguei o luto da minha mãe de lado. Eu ainda morro de saudades dela e acho que isso nunca vai passar, mas o luto, aquela coisa negra, vazia que apertava o coração finalmente se foi. Nem vi o dia ou a hora. Apenas sei que passou e posso seguir em frente com a minha vida. Eu queria muito dividir essa alegria e essa esperança com vocês, e que vcs sentissem o mesmo.

Espero, de verdade, o mesmo pra cada um de vcs. Muita alegria e paz em 2014. Largar as brigas e picuinhas, ninguém vale essa perda de energia, fazer as pazes, vamos ser amigos e ser mais do que menos. Vamos espalhar mais amor que raiva ou inveja, vamos abrir a boca pra falar mais verdades, ou se não temos verdades naquele momento, escutar mais do que falar (hum-hum… essa preciso ainda aprender…) abraçar mais do que bater, tentar evoluir como seres humanos para que a nossa próxima geração (que pretendo começar ano que vem, kkkkk) seja melhor que essa, e vamos dizer para as pessoas que fazem toda a diferença em nossas vidas o quanto elas são valiosas e especiais. Se não dissermos isso pra elas, como que elas vão saber? EU AMO VOCÊS! Cada um de vocês! E eu amo minha clã, a mesma desde sempre que me entendo por gente… You know who you are… You know...

Beijos e tenham todos um Natal incrível com suas famílias e um 2014 repleto de tudo que cada um deseja, mas acima de tudo, repleto de paz, luz e amor.

Com todo meu carinho,

ME :D

Agora, fotos 100% random da minha vida que estavam soltas no meu computador. As pessoas que fazem TODA a diferença na minha vida e que estão sempre por perto, não importa o quanto eu esteja longe…